201709.21
1

Segundo o Banco Mundial, Logística portuária brasileira teve melhora considerável

Com base em um levantamento realizado em 160 países, O Banco Mundial vem publicando regularmente, desde 2007, um índice internacional de desempenho do setor logística. Com o nome de LPI – Logistic Performance Index, essa listagem que visa ranquear quão eficiente cada país é ao embarcar suas cargas para outros países, permitindo assim que o desempenho desses países seja comparado ao desempenho de outros países, regiões e grupos de renda.

De acordo com o Guia Marítimo, em 2007, quando o primeiro levantamento foi divulgado, o Brasil ocupava a 61ª oposição do ranking com um índice geral de 2,75, contudo, em 2014, ainda que o nosso índice geral tenha melhorado para 2,94, caímos para 65ª oposição do ranking numa clara demonstração de que outros países também estão investindo no desenvolvimento de suas logísticas.

Em 2016, com um índice geral de 3,09, subimos para a 55ª oposição do ranking, a frente dos nossos vizinhos na costa leste da América do Sul (Argentina e Uruguai), mas ainda muito aquém da nossa posição como 8ª economia do mundo ou de 23ᵒ maior exportador do mundo.

Pela metodologia desenvolvida pelo Banco Mundial, lideraram o ranking internacional de eficiência logística: Alemanha (4,23), Luxemburgo (4,22), Suécia (4,20), Holanda (4,19) e Singapura (4,14), sendo as piores posições ocupadas por: Síria (1,60), Haiti (1,72) e Somália (1,75).

Com informações do portal Guia Marítimo.

Leave a Reply

Your email address will not be published. Required fields are marked *